CÂNCER DE PULMÃO

O que é câncer de pulmão?

O câncer de pulmão é o tumor que mais mata homens e mulheres; sua incidência aumenta anualmente no mundo. Segundo a estimativa de incidência de câncer do INCA, o câncer de pulmão atingiu mais de 27.000 brasileiros em 2006.

Existem dois grupos principais de tumores de pulmão: o câncer de pequenas células e outro grupo, denominado não de pequenas células. Os tumores de células não pequenas são mais freqüentes (~ 75%) e normalmente se espalham para diferentes partes do corpo mais lentamente do que os tumores de pequenas células. Estes se caracterizam por crescimento rápido e grande capacidade de disseminação, mas tem alto grau de resposta ao tratamento, embora raramente isto resulte em cura.

O que causa o câncer de pulmão?

O tabagismo é a causa número um do câncer de pulmão – quase 90% dos casos. Isto significa que mais de 24.000 casos poderiam ser evitados por ano no Brasil se ninguém fumasse. A fumaça do cigarro contém mais de 4000 substâncias químicas diferentes, muitas das quais são causas de câncer comprovadas. Quanto maior o número de cigarros e o tempo que você fuma, maior o risco de câncer de pulmão. Se você parar de fumar, o risco de câncer de pulmão diminui ano a ano, à medida que as células normais substituem as células anormais. Depois de 10 anos, o risco cai a um nível que é de 1/3 à metade do risco em comparação a uma pessoa que continua a fumar. Além disso, a cessação do tabaco reduz bastante o risco de você desenvolver outras doenças, tais como doenças cardíacas, derrame cerebral, enfisema e bronquite crônica.

O fumante passivo também tem maior risco de desenvolver câncer de pulmão.

Outras causas para o câncer de pulmão são: radônio (gás radioativo do solo), e substâncias presentes no local de trabalho, como asbestos. Quando a exposição a uma substância que pode causar câncer se soma ao tabagismo, o risco se multiplica. Um estudo recente sugeriu que o material particulado presente na poluição pode resultar em câncer de pulmão.

O câncer de pulmão surge de repente?

Não. O câncer de pulmão leva muitos anos para se desenvolver. Após a exposição umas poucas células anormais aparecem no revestimento dos brônquios, e vão aumentando com a continuação da exposição. Com o tempo algumas se transformam em células cancerosas e formam o tumor. Isto pode demorar vários anos.

Como o câncer de pulmão é detectado?

Nas fases iniciais o câncer de pulmão geralmente não causa sintomas. Quando os sintomas ocorrem, a doença é frequentemente avançada. Os sintomas de câncer de pulmão incluem:

Estes sintomas também ocorrem em diversas outras doenças pulmonares. Após um exame clínico, o médico poderá solicitar exames.

Se o paciente produz catarro, este pode ser examinado para pesquisa de células cancerosas.

A radiografia e a tomografia de tórax irão localizar manchas anormais nos pulmões. O médico poderá pedir uma broncoscopia, na qual um pequeno tubo chamado broncoscópio é passado através do nariz ou da boca até os brônquios, para procura do tumor e colheita de amostras de células ou biópsia. Existem diversas outras maneiras de obtenção de biópsia, a indicação variando de acordo com a apresentação do tumor. Depois de diagnosticado o câncer de pulmão, o médico irá solicitar testes para verificar se o tumor se espalhou para outras partes do corpo. Esta informação, chamada de estadiamento, irá ajudar no planejamento do tratamento. Estes testes incluem exames de sangue, tomografias de outros locais, ressonância, PET-SCAN e mapeamento ósseo.

O câncer de pulmão pode ser detectado precocemente por exames de rotina?

Diversos estudos estão em andamento para comprovar se a aplicação periódica de tomografia repetida, com baixa dose de radiação em fumantes, irá resultar em maior número de vidas salvas. A idéia é detectar tumores pequenos em uma fase em que a chance de cura por cirurgia é maior. Resultados definitivos a respeito ainda são aguardados.

Como é tratado o câncer de pulmão?

O médico irá decidir qual tratamento você irá receber, com base em fatores tais como o tipo de câncer de pulmão, o tamanho, a localização e a extensão do tumor (se o tumor se espalhou ou não), e seu estado geral de saúde. Existem muitos tratamentos, que podem ser usados isolados ou em combinação.

Estes incluem:

Como o câncer de pulmão pode ser prevenido?

Não fume – o fumo aumenta ainda mais o risco.

<< voltar